BENDITOS INSUPORTÁVEIS

Se você é uma daquelas pessoas que enxergam Deus com sede, o alcança e caminha ao seu lado oferecendo-lhe água fresquinha;


Se você é uma daquelas pessoas que mata a fome de Deus ao oferecer--lhe um prato de comida;


Se você é uma daquelas pessoas lindas, se veste elegante, mas também veste Deus que está nu, assim como nu está o sem teto, o sem paredes e o sem nenhuma porta favoravelmente aberta;


Se você é uma pessoa forte, estende a mão para Deus e mostra o poder da inclusão aos fracos filhos de Deus;


Se você recusa o individualismo só por que aprendeu com a parábola do samaritano a ser um desconhecido extraordinário;


Então... Você é uma pessoa insuportável.


Insuportável para os insensíveis.

Insuportável para os intolerantes.

Insuportável para quem odeia.


Os malditos não suportam os que se importam com o próximo.


Benditos são suportáveis entre os aprovados, na entrada da casa do Pai. Benditos os insuportáveis, que no bem tudo compartilham. Benditos os que recebem com um bom abraço dos braços que convidam a entrar. Sorrisos saltam aos olhos de quem chega e de quem recebe. Nesse bem vindo, o anfitrião aponta o melhor lugar - bem próximo da lareira. Se aquecem no bom diálogo. Sem desfavor, compartilham o bem.


Lá fora, a longanimidade paciente, ouve os grandes feitos da bondade.

Posts recentes

Ver tudo

PROVÉRBIOS II

Os dias se vão como um vento; com o vento. Uivam feito lobos. A temperatura cai no inverno; o sol se levanta desafiando o frio. Ventos sopram. Os intermináveis ir e vir dos dias esquecem no passado os

PAZ E PONTO FINAL

Viva o dia de hoje como estivesse escrevendo um livro. Um novo livro. Comece uma nova história. Uma nova página. Comece pelo recomeço. Deixe Deus sugerir palavras. A história pode ter um final feliz o

JESUS ENSINA A AMAR

Jesus nos dá ensinamentos sobre o significado do amor. Vamos analisar alguns pontos relevantes. Jesus deixou a companhia de anjos e do Pai para habitar entre rudes pescadores e insensíveis pecadores.

  • Facebook

BRADESCO  1994

C/C 365459

CEF 2437 - 013

Poupança 00624049 - 0

Doc1-Copiar.jpg

Igreja

Sem Paredes