NÃO APRENDI A SER SÓ

Não aprendi a ser só Sem a sua mão

Perco a direção

Sofro no descaminho

Coração em desalinho Não aprendi a ser só Corro, fujo da sua ausência

Quase morro na imprudência

Dia sem sol, só mormaço

Chega a noite, só cansaço Não aprendi a ser só Naquele canto

Escondo o meu pranto

Não vou mentir

Esse coração ainda vai sorrir Não aprendi a ser só Desnecessário pedir perdão

Pelo desprezo dessa solidão

Sem esperar qualquer favor

Retorno à querência do amor

Posts recentes

Ver tudo

A MORTE MATOU A VIDA

Gênesis, ainda está parcialmente em mistério. A vida e a morte - naturezas essencialmente antagônicas - já esteve em mortal confronto. O que estava em disputa era o poder absoluto. À vencedora, o pod

ANJOS PROTETORES

Ninguém tem asas, voa e muda de lugar como Anjos. O privilégio de quem é protegido por Anjos é diferenciado dos mortais comuns. Andar descalço da prudência, desprovido de vigilância, não fazem invencí

O COMEÇO DA CURA

O COMEÇO DA CURA Nesses dias Jesus estava sem paciência. Expulsou pessoas do templo, criticou duramente os fariseus... Definitivamente o Senhor Jesus não tem paciência quando pessoas mostram resistênc

Doc1-Copiar.jpg

Igreja

Sem Paredes